Língua Portuguesa e Literatura para o Enem

Categoria: Produção de texto (Page 2 of 8)

Gêneros digitais – conceito e características

Gêneros digitais é um conceito que indica uma modalidade de gêneros textuais que surge e é produzida na internet. Neste artigo, vamos falar mais sobre esse tema. Confira!

Uma das maravilhas do uso da linguagem é a capacidade que temos de criar novos mecanismos e de nos adaptarmos a novidades. No mundo dos gêneros textuais, por exemplo, a nova realidade trazida pela tecnologia – não é coincidência que estejamos nos comunicando por um website – tem gerado um monte de novas formas de gerar textos na internet, os chamados gêneros digitais.

Pense, por exemplo, em como se dá a comunicação por um simples e-mail. Perceba o quanto a digitação carrega de “ancestralidade” das cartas e, ao mesmo tempo, como sua linguagem é tão distinta do papel e caneta. Em sua maioria, os gêneros digitais derivaram de gêneros textuais bem conhecidos, como as crônicas ou os artigos. Nas redes sociais, tanto as postagens, quanto os compartilhamentos e tweets são gêneros digitais pautados em adaptações.

Só para lembrar, o que define um gênero textual são certas características comuns a um conjunto de textos produzidos em dado contexto. No caso em questão, o cenário é dado pelas tecnologias mais recentes, como a internet e o telefone celular. Isso tem provocado novas situações comunicacionais que acabaram consolidando estruturas próprias de se comunicar.

Uma das características mais evidentes são os períodos mais curtos e diretos, típicos, claro, do Twitter. Mas há ainda os textões de outras redes sociais e muitos outros jeitos (gêneros) de construir um texto na internet.

Se os hiperlinks são inerentes ao mundo “www”, vale notar ainda a presença de elementos audiovisuais, de abreviaturas e linguagem interativa, como os chamados “emojis”.

Continue reading

Anúncio publicitário – características deste gênero textual

Leia o texto! Compre essa ideia!.. Texto publicitário – ou publicidade – é o gênero textual que busca promover, por persuasão, um produto ou um serviço.

Esse texto está associado ao que chamamos de anúncio publicitário, ou a uma peça publicitária, que é quase sempre uma expressão híbrida, de texto verbal com texto não-verbal (imagens, como fotografia e desenho).

Todo anúncio publicitário tem como veículo de divulgação os meios de comunicação de massa (jornais, revistas, sites da internet, redes sociais, outdoors, empenas, cartazes, rádio, televisão etc.).

É importante separar o objetivo do anúncio publicitário – chegar aos consumidores – do conceito estrito de propaganda. Esta lida com ideologias. A sua estratégia é promover alguma doutrina política, causa ou prática desse gênero.

Continue reading

Histórias em quadrinho – características deste gênero textual

Temos  defendido que o “comportamento leitor nada mais é do que fazer da leitura um prazeroso costume”. Para começar a criar esse hábito, poucas coisas são tão ou mais prazerosas do que histórias em quadrinhos (HQ).

A seu favor, esse gênero textual costuma ser muito divertido, mais lúdico, e hoje é visto também como arte, assim como a literatura.

Da criança em fase de alfabetização aos jovens e adultos, as histórias em quadrinho colecionam fãs com sua proposta de serem mais despojadas na contação de uma história. Para o público mais “maduro”, por exemplo, o gênero oferece os graphic novels (romances gráficos, em português), que apresentam histórias longas e densas, elaboradas como os romances (um dos mais bem-sucedidos é a obra Maus, de Art Spiegelman, publicada em duas partes, em 1986 e 1991.

Continue reading

Reportagem – características e estrutura do gênero textual

Diferentemente da notícia, que informa sobre algo que acabou de acontecer (ou ainda está em andamento), uma reportagem não tem o compromisso com os fatos imediatos do dia a dia, o novidadeiro, a notícia “fresquinha”.

O compromisso da reportagem é com a interpretação de um assunto, com o aprofundamento dos efeitos e desdobramentos de fatos, trazendo à tona detalhes, nuances, coerências e contradições.

Como um gênero textual nobre do jornalístico, ela faz isso partindo de um ângulo bem mais pessoal. Quando se diz que o texto é mais pessoal, não significa que a reportagem seja veículo de uma visão apenas – este espaço opinativo é reservado aos artigos de opinião, a editoriais dos jornais e revistas e às cartas dos leitores de um veículo de imprensa.

O mais comum é a reportagem recolher várias opiniões, muitas vezes divergentes, até a do próprio repórter/autor em casos específicos. A partir das ideias de vários entrevistados (fontes), o repórter constrói uma espécie de diálogo abrangente entre as diferentes visões, ou monta um painel que tem por objetivo criar um panorama completo (ou bem específico) sobre o tema abordado.

Nesse sentido, a reportagem como gênero jornalístico não só informa como também colabora muito para a tomada de consciência e formação da opinião dos leitores/telespectadores/ouvintes/internautas.

Continue reading

Enredo: o que é, tipos e como fazer

O enredo da nossa vida a gente conhece muito bem, de cor e salteado. O enredo da escola de samba é mais fantasioso e por isso mesmo talvez mais fascinante. Seja qual for, enredo é o que conta a história, é elemento fundamental de um texto narrativo. E é em torno dele que os acontecimentos se desenrolam.

Chamado também de intriga, trama ou argumento, do ponto de vista estilístico, o enredo pode ser definido como uma estrutura de natureza ficcional ou não ficcional composta por acontecimentos em série que formam uma ação no tempo-espaço. Seus agentes são personagens da narrativa.

Continue reading

Revisão de texto: entenda e aprenda como fazer a melhor

A revisão de texto faz parte das três etapas para construir um texto impecável. Por esse motivo, é muito importante conhecer os benefícios de uma boa revisão e muitas outras informações sobre esse assunto essencial. 

Confira a seguir tudo o que precisa saber sobre revisão ortográfica de textos, além disso, no Clube de Português é possível encontrar outros conteúdos importantes, como 3 elementos essenciais de textos irresistíveis e muito mais:

Quais os benefícios de uma boa revisão de texto?

Seu texto é seu cartão de visitas. Uma boa redação, além da correção gramatical,  deve estar de acordo com algumas técnicas de revisão de texto, como:

  • Coesão – uso adequado dos conectivos, que garantem unicidade à redação e criam uma ligação harmoniosa entre as frases e parágrafos;
  • Coerência – garantia do significado lógico do texto, que evita contradições e quebras de sentido;
  • Progressão textual – um texto deve apresentar início, meio e fim. Nesse percurso, ele deve ir acrescentando informações novas, evitando repetições desnecessárias e redundâncias;
  • Seleção vocabular – as palavras não devem ser utilizadas aleatoriamente. Cada vocábulo possui um significado e a qualidade do texto depende de uma boa seleção de termos;
  • Ortografia – o Acordo Ortográfico passou a vigorar de forma definitiva em janeiro de 2016 e é uma importante etapa da revisão de textos. Dessa forma, todo texto deve estar em consonância com as normas estabelecidas;
  • Informações implícitas – todo texto lança mão das informações implícitas. Elas se dividem em dois grupos: pressupostos e subentendidos. Esses componentes devem ser bem utilizados para que o sentido e o propósito desejados pelo autor sejam bem compreendidos;
  • Normatização – alguns textos exigem uma formatação específica, a mais comum é aquela exigida pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Uma revisão de texto bem-feita irá abordar todos esses pontos e garantir que seu texto seja claro, agradável e útil ao leitor e que esteja em consonância com as normas vigentes.

Aqui no Clube do Português, nós cuidamos de tudo isso para que possa focar somente no seu trabalho sem preocupações. 

E quem revisará seu material será eu mesmo, Pedro Valadares. Tenho mais de 12 anos de experiência na área e, nessa trajetória, já revisei mais de 16 mil páginas dos mais diferentes formatos de textos.

Revisamos, formatamos e normatizamos

Quando o assunto é Revisão para web – 3 peculiaridades que você precisa conhecer, a normatização e formatação dos textos são pontos muito importantes.

Teses, TCC e monografias – ABNT, revisão gramatical, progressão textual e adequação às normas do Acordo Ortográfico. Somos uma empresa cadastrada no CNPq e emitimos certificado de revisão do seu trabalho.

  • Conteúdos para internet – ebook, landing pages, sites, posts para redes sociais, artigos para blogs, newsletters, cartas de venda, e-mail marketing;
  • Textos corporativos – relatórios, estudos, balanços, manuais, atas, comunicados;
  • Materiais de ONGs e outras entidades do terceiro setor – cartilhas, publicações, manifestos, estudos, pesquisas;
  • Materiais didáticos – apostilas, fichamentos, livros.
  • Livros de autores independentes – revisão gramatical e de estrutura textual, preservando ao máximo o estilo do escritor;
  • Livros religiosos – revisão gramatical e ortográfica, coesão, coerência, formatação.

Como a revisão de texto é feita?

O trabalho no seu texto pode ser feito em um arquivo de Word ou em um arquivo PDF, de acordo com o manual de revisão de textos.

No primeiro caso, utilizamos a ferramenta de controle de alterações do Word. Assim, você pode ver todos os apontamentos que foram feitos e recusar aqueles com os quais não concordar. Veja um exemplo abaixo:

Já revisão de texto no PDF, trabalhamos por meio da inserção de comentários no material, marcando os pontos que precisam ser alterados. Da mesma maneira que no Word, você pode ignorar as alterações das quais discordar. Veja abaixo:

Exemplo de revisão no PDF

Solicite um orçamento

Se você tem algum material que necessita de revisão de texto online, entre em contato e solicite um orçamento:

Envie um e-mail para: contato@clubedoportugues.com.br

Além disso, continue acompanhando o Clube do Português e confira muitos outros conteúdos essenciais, como 7 lições que aprendi em dez anos como produtor e revisor de conteúdo, revisão de texto Word e muito mais. Aproveite!

Texto x Discurso – qual a diferença?

Os conceitos de texto e discurso são distintos, mas relacionados entre si. Neste artigo, vamos explicar cada um deles e também demonstrar a ligação entre eles. Vamos lá!

O que é discurso?

De forma geral, pode-se dizer que o discurso é a língua em uso. Esse fenômeno é influenciado por cinco fatores:

  • Momento histórico

O momento histórico impacta diretamente a construção do discurso. Um exemplo são os livros de Machado de Assis, em que a escravidão aparece com tema cotidiano. Isso ocorre, porque, naquele período, a posse de escravos era algum comum, principalmente entre a classe média e alta que são retratadas nas obras.

  • Contexto

O contexto é outro elemento que influencia o discurso. Uma coisa é contar piadas em uma mesa de bar, outra é contar uma piada durante uma missa. Em cada ambiente, o discurso será recebido de formas totalmente distintas.

Outro ponto relacionado ao contexto é a posição de cada pessoa em determinado ambiente. Por exemplo, um filho brigar com uma mãe gera efeitos discursivos distintos de quando uma mãe briga com um filho.

  • Situação

A situação está relacionada com a formalidade ou informalidade do momento em que o discurso é proferido. Um exemplo clássico são as reuniões nas empresas. No início da reunião, quando as pessoas estão chegando, há espaço para um discurso mais informal, para quebrar o gelo.

Em contrapartida, quando a reunião já iniciou de fato, é esperado que o discurso se torne mais formal.

Continue reading

Cruzamento sintático: o que é e como evitar?

Na sintaxe da língua portuguesa, cruzamento sintático é o fenômeno que pode ser ou não um vício de linguagem. Neste artigo, vamos explicar melhor este conceito. Vejamos!

O que é cruzamento sintático?

O cruzamento sintático ocorre quando duas construções linguísticas, no lugar de trazer clareza, causam confusão no recebimento da mensagem.

Vejamos alguns exemplos:

  • Ela gosta de dançar e principalmente de música. (A confusão é: se ela gosta de dançar, naturalmente, será ao som de música. A segunda oração não contribui para a compreensão porque cruza informações);
  • Fiquei irritada naquele lugar tanto porque a música era ruim mas também porque eu não conhecia ninguém. (Aqui, surge a necessidade de paralelismo para equilibrar a oração, pois “tanto” pressupõe que se use em seguida “quanto”).

Quando os pares não são respeitados e a estruturação oracional é comprometida, a harmonia do texto é prejudicada. É importante ficar atento, pois os cruzamentos sintáticos podem também afetar a regência de alguns verbos. 

Continue reading

Palavras de transição – o que são e como usar?

Produzir textos de qualidade não só requer um bom domínio das regras gramaticais e um bom conteúdo, mas também conhecimentos a respeito dos mecanismos de coerência e coesão.

No que se refere à coesão textual, temos um conjunto de mecanismos linguísticos que permitem a conexão lógico-semântica do texto, sendo um desses mecanismos as palavras de transição, as quais veremos a seguir.

O que são palavras de transição?

Palavras de transição são conectivos que estabelecem ligação entre frases, períodos e parágrafos de um texto.

Dessa forma, sua utilização apresenta inúmeros benefícios, tais como:

  • facilitar a compreensão das ideias;
  • introduzir reiterações, comparações e oposições;
  • propiciar a fluidez e a organização textual;
  • adicionar novas informações;
  • preparar o leitor para o que está por vir.
Continue reading

Impessoalização da linguagem: o que é e como usar?

A impessoalização da linguagem é uma das principais características de um texto formal, sobretudo do tipo dissertativo-argumentativo, cobrado na maioria das redações de concursos e vestibulares.

Isso porque em textos formais muitas vezes é preciso omitir os agentes da narrativa, ocultando a opinião pessoal, atenuando o diálogo e, consequentemente, adotando uma posição impessoal sobre a questão abordada.

Quer aprender mais sobre a impessoalização da linguagem e saber como usá-la corretamente? Então, acompanhe a leitura!

O que é impessoalização da linguagem?

A impessoalização da linguagem é uma técnica de construção textual que ajuda a eliminar ou atenuar a subjetividade em uma redação, sendo a impessoalidade essencial em textos dissertativos-argumentativos.

Isso porque, conforme mencionamos, além desse ser o tipo textual mais cobrado em vestibulares e concursos, ele também exige que um ponto de vista seja apresentado e defendido sem indícios de que se trata de uma opinião.

Em outras palavras, você não deve demonstrar que está expressando seu ponto de vista, porém ele acaba transparecendo de alguma forma no texto. Parece complexo, mas é bem simples. Para que você entenda melhor, veja o exemplo abaixo:

  • Ao invés de usar a frase: “acredito que as reuniões devem ser mais rápidas”, opte por: “reduzir o tempo das reuniões é fundamental para aumentar a produtividade da empresa”. 
Continue reading
« Older posts Newer posts »

© 2024 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑

#CodigoClever