Todo processo de aprendizado de uma língua ocorre, primeiramente, de forma natural, longe das formalidades escolares. Tanto a comunicação verbal por meio da fala quanto a comunicação não verbal podem ser aprendidas no decorrer do dia a dia de um ser humano.

Mas por que então frequentamos a escola?

Bom, quando passamos a frequentar a escola é para aprendermos uma outra parte da comunicação verbal que não nos é natural e necessita de regras: a escrita. Ademais, todo idioma possui um sistema de regras que dita o bem falar e o bem escrever, e a escola necessita nos ensinar esse sistema, o qual se chama gramática normativa.

Contudo, engana-se quem pensa que só existe esse tipo de gramática e que só ela é estudada nas escolas. A gramática descritiva também tem ganhado o seu espaço nas salas de aula devido à sua abordagem sociolinguística. Hoje, ela é amplamente abordada em avaliações importantíssimas, como o ENEM e as provas de concurso.

Logo, a educação formal tem duas grandes funções na área da linguagem:

  1. nos ajudar a elevar o nosso nível de comunicação por meio do aprendizado da norma culta;
  2. nos mostrar que cada contexto exige um nível de formalidade comunicativa.

Portanto, apesar de até mesmo uma pessoa com pouco ou nenhum grau de instrução ser capaz de se comunicar, uma boa comunicação só é atingida a partir de muito estudo gramatical.

Continue reading