Língua Portuguesa, Literatura e Alfabetização

Tag: preposição acidental

Ter de x Ter que – qual a forma correta?

Tanto “ter de” quanto “ter que” estão corretos e de acordo com a norma culta. Neste artigo, vamos analisar essas duas construções. Vejamos!

Ter de

Para a maior parte dos estudiosos da língua portuguesa, o uso da expressão “ter de” não é obrigatório, mas é recomendável. Trata-se da forma mais clássica, que exprime a ideia de obrigação ou necessidade. Vejamos alguns exemplos:

  • Eu tenho de terminar essa tarefa até às 18h, porque meu chefe está esperando.
  • Vocês têm de organizar a casa antes de os convidados chegarem.
  • Paulo tem de ir ao médico amanhã de tarde.

Vale destacar que, em contextos mais formais, o ideal é utilizar “ter de”.

Continue reading

Funções e usos do “como”

O vocábulo como, da mesma forma que diversos outros vocábulos da língua portuguesa, apresenta muitas classificações morfológicas e sintáticas.

Para identificar corretamente a sua classificação, é indispensável analisar o contexto em que está inserido. Portanto, veja abaixo as classificações possíveis para o vocábulo como, além de suas variações semânticas.

1. Substantivo

O como será substantivo sempre que aparecer acompanhado de algum determinante (artigo, adjetivo, pronome ou numeral). Neste caso, poderá exercer todas as funções sintáticas próprias de substantivo.

– Já sabemos tudo sobre o como. Estamos prontos para a prova!

– Este “como” está ambíguo.

Continue reading

© 2022 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑