Na língua portuguesa, os verbos intransitivos podem ser classificados em ergativos ou inacusativos e inergativos. Neste artigo, vamos explicar esses conceitos. Vejamos!

Verbos ergativos ou inacusativos

Verbos ergativos ou inacusativos são aqueles em que o sujeito, em vez de praticar, recebe a ação. Esse tipo de verbo possui, em geral, sujeito inanimado (coisa ou objeto). Vejamos alguns exemplos:

  • A empresa da minha família faliu. (Note que “a empresa” não praticou o ato de falir, e sim o recebeu.)
  • O pneu do carro furou na estrada. (Veja que “o pneu” sofreu a ação do verbo furar, e não a executou.)
  • A chave apareceu ali em cima da mesa. (Perceba que “a chave” não praticou a ação de aparecer.)

Vale ressaltar que há verbos que, apesar de não serem ergativos ou inacusativos, são utilizados dessa forma na linguagem informal:

  • Ontem eu vacinei contra a gripe. (Note que a forma correta seria “fui vacinado”.)
  • O apartamento finalmente vendeu. (Perceba que, no registro formal, o ideal seria “foi vendido”.)
  • A janela quebrou com a bolada. (Veja que o melhor seria dizer “foi quebrada”).

Perceba que, nos enunciados acima, estamos diante de casos em que verbos transitivos são utilizados com intransitivos.

Continue reading