O acróstico é uma composição escrita que pode ser formada por palavras ou frases como base. O mais comum é que se inicie com uma mesma letra. No entanto, ele também pode ser construído com as letras do meio ou do fim de um vocábulo. 

Trata-se, portanto, de uma estrutura criativa que leva o leitor a decifrar uma mensagem específica transmitida pelo autor. Neste artigo, falaremos em detalhe sobre o assunto. Acompanhe!

Acróstico: o que é , como fazer e exemplos

O que é um acróstico?

O acróstico é uma técnica poética existente há muitos anos, e popular em diferentes línguas e culturas. Ele é uma forma de expressão criativa na qual as letras iniciais de cada linha, verso ou parágrafo são destacadas formando uma palavra, nome ou frase. 

O objetivo do acróstico é fazer uma composição inventiva para transmitir uma mensagem. Entretanto, ele também pode ser usado para criar um jogo de palavras, homenagear alguém ou simplesmente para dar um toque poético a um texto. Veja um exemplo:

Fonte da imagem: Site Pensador.com

Nota-se no exemplo acima que a autora Sonia Marques usou a primeira letra de cada frase para compor o poema em questão. Ao ler na vertical, podemos enxergar a palavra “lágrimas”.

Normalmente, esse tipo de composição é feito dessa maneira (utilizando as letras iniciais). Contudo, ele também pode ser criado a partir das letras intermediárias ou finais. Vamos, portanto, conhecer as suas variações. 

Tipos de acróstico

Como já dito, o acróstico pode se apresentar de formas diferentes, ou seja, tanto nas letras iniciais, quanto nas intermediárias ou finais. Partindo dessa premissa, temos os seguintes tipos de acróstico:

1) Acróstico propriamente dito (Letras iniciais)

Quando o acróstico é formado pelas letras iniciais, ele é chamado de acróstico propriamente dito. O poema apresenta uma determinada palavra entre as primeiras letras de cada linha ou verso. 

2) Acróstico mesóstico (Letras intermediárias)

Já o acróstico mesóstico se trata da construção com as letras intermediárias. Melhor dizendo, é quando a palavra secreta fica camuflada no “meio” do poema, entre as letras iniciais e finais. Confira um exemplo na imagem abaixo:

Exemplo de acróstico mesóstico.
Fonte: O Selo

3) Acróstico teléstico (Letras finais)

Por fim, quando o acróstico é composto pelas letras finais, ele é chamado de acróstico teléstico. Ou seja, a palavra secreta é revelada ao ler as últimas letras de cada verso. Vejamos um exemplo abaixo:

Era uma moça linda
Dentes brancos como marfim
Seu sorriso era como um pássaro
Que que fazia meu coração voar.

Perceba que a junção da última letra de cada verso forma a palavra “amor”. Isso reflete o tópico central desse pequeno poema.

Como criar um acróstico?

Criar um acróstico não difícil. Contudo, é necessário seguir algumas regras para a composição dar certo. São elas:

  • defina o tema: antes de tudo, você deve definir um tema para o seu acróstico. Pode ser sobre amor, amizade, medo, solidão ou até mesmo o nome de uma pessoa, uma expressão ou uma ideia;
  • escolha o tipo: como vimos, não há apenas um tipo de acróstico, por esta razão você deve escolher entre eles antes de fazer as associações;
  • escreva e organize os termos associativos: após a definição do tema e a escolha do tipo, você deve começar a escrever e organizar os termos associativos para que eles fiquem no lugar correto;
  • destaque as letras que formam a palavra secreta: é fundamental destacar as letras que formam a palavra secreta para uma melhor compreensão do leitor. Você pode fazer isso usando traços, negritos ou letras maiúsculas. 

Mais exemplos

Vejamos agora os exemplos de acrósticos conforme o seu tipo:

Acróstico propriamente dito (Letras iniciais)

Acróstico Fernando Pessoa 

F – Flora a cultura Lusitana

E – em junho de 1888,

R – reverenciamos o marco

N – nascente da poesia,

A – ao passo da vida eterna

N – nos versos da história

D – do poeta de Lisboa

O – outrora, Fernando Pessoa.

A – Ainda criança sentiu a dor

N – na perda prematura do pai,

T – terso a vida enfrentou.

Ô – ôntico dos gênios, 

N – não deixou-se abater, em

I – irlandesas da West Street

O – o órfão paterno Pessoa estudou.

N – Na África do sul

O – o poeta por muito tempo morou.

G – guiado pelo dom

U – ungido pelo batismo,

E – escreveu também “Quando ela passa”.

I – Inebriante poeta, sonhou, criticou,

R – rompeu continentes e o tempo,

A – até que a cirrose o condenou.

P – Pessoa, poeta do povo,

E – em inglês escreveu três trabalhos,

S – somente um foi em Português.

S – seus heterônimos, a morte não enganou.

O – O destino algoz,

A – aos 47 anos o levou.

Leandro Campos Alves

Acróstico mesóstico (Letras intermediárias)

Poliana

Poderosa

BOnita

BeLa

AplIcada

AmadA

GenúiNa

TranspArente

Acróstico teléstico (Letras finais)

Quando um dia resolvI

Por meus versos num papeL

Catei do fundo de um baU

Para serem publicadoS

Porém, meu sonho foivÃo

Nunca foi realizadO

“Ilusão” – Aurineide Alencar

Acróstico x Acrônimo

Ainda que se pareçam, acróstico e acrônimo não possuem a mesma definição. Enquanto os acrósticos são composições escritas, com palavras secretas formadas pela palavra inicial, intermediária e final, os acrônimos são palavras construídas a partir das iniciais de uma palavra. Por exemplo:

  • OMS – Organização Mundial da Saúde
  • ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio
  • SUS– Sistema Único de Saúde

*

Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.