A forma correta é dia a dia, sem hífen. Segundo o Acordo Ortográfico, em locuções substantivas, adjetivas, pronominais, adverbiais, prepositivas ou conjuncionais, não devemos utilizar o hífen. Neste artigo, vamos falar mais sobre esta expressão. Vejamos!

Antes e depois da Reforma Ortográfica

É importante dizer que, antes da vigência do Acordo Ortográfico, a forma dia-a-dia, com hífen, era considerada correta.

Na verdade, a grafia variava de acordo com a função da expressão. Quando tinha função de substantivo, escrevia-se com hífen. Já quando era usada como advérbio, o hífen era desnecessário.

Porém, desde 2016, a regra foi unificada e possou-se a adotar somente a forma dia a dia, sem hífen.

Classificação morfológica

A expressão dia a dia pode ser usada como locução substantiva ou como locução adverbial. Em cada caso, ela tem um significado distinto.

Quando funciona como locução substantiva, ela é sinônima de cotidiano:

  • O meu dia a dia é sempre muito corrido, porque tenho dois filhos para cuidar.
  • O dia a dia da empresa foi muito impacto pela pandemia.

Já quando exerce o papel de locução adverbial, a expressão tem o mesmo sentido que diariamente ou recorrentemente:

  • Esse código é atualizado dia a dia para garantir que o sistema funcione corretamente.
  • O atleta treinou dia a dia sem parar para estar prepado para a Copa do Mundo.

Dia a dia x Dia à dia – tem crase?

Para terminar, vale destacar que a expressão dia a dia não tem crase. Isso porque, em regra, não devemos utilizar o acento grave entre palavras repitidas nem antes de palavras masculinas.

*

Gostou do artigo? Então, continue seus estudos com o Guia Completo do Hífen.