Chamadas de classes relacionais, a preposição e a conjunção são conectivos que “ligam” termos e orações. Embora ambas sirvam para conectar elementos em uma mesma estrutura, devem ser usadas em momentos diferentes. Para saber como diferenciá-las, continue a leitura deste artigo!

O que é e quando usar a preposição?

A preposição faz parte da classe de palavras invariáveis e tem a função de ligar termos e orações. Em outras palavras, é preciso usá-la para que as frases ou textos tenham coerência e não se tornem sem sentido. Elas são classificadas em:

Preposições essenciais

São aquelas que não desempenham outra função além de preposições:

A, ante, após, até, com, contra, de, em, desde, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre, trás.

Acompanhe os exemplos:

  • As meninas votaram contra as novas regras.
  • Os alunos estudaram para a prova de português. 
  • Comemos a sobremesa após o almoço. 

Como você pode notar, existe uma relação entre regente e termo regido, isto é, a preposição é um elemento fundamental para dar sentido aos exemplos destacados acima. 

Preposições acidentais

Diferentemente das essenciais, acidentais exercem a função de preposição, dependendo do contexto em que se encontram. São elas:

Como, conforme, consoante, exceto, fora, mediante, salvo, segundo, senão, tirante, visto…

Acompanhe os exemplos:

  • O serviço será liberado mediante pagamento.
  • Nada saiu como esperado.
  • Ela foi mal na prova, visto que não estudou.

Entretanto, há também as locuções prepositivas:

Em frente de, perto de, a respeito de, em vez de, por causa de, junto a. Atente-se aos exemplos:

  • A loja que abri fica junto a minha casa.
  • Ela fica tímida perto de seu namorado.
  • Por causa de sua insatisfação, ela pediu demissão.

Vale dizer que a locução é a junção de suas ou mais palavras que possuem valor “de”, ou seja, valor de preposição, mas que também pode ser adjetivo ou advérbio. 

Podemos mencionar também a combinação, sendo a união da preposição com outra palavra sem a perda de fonemas. Exemplos:

Preposição a + artigo o:

  • Ele quer ir ao cinema amanhã.
  • Joana vai ao dentista na segunda-feira.

Preposição a + advérbio onde:

  • Vamos aonde você for.
  • Aonde você quer chegar com essa pressa toda?

Por fim, a contração é a junção da preposição com uma palavra na qual se perde o fonema. Exemplos:

Em + a= na

Em + aquela= naquela

Em + uma = numa

  • Eu vou passar na casa do meu amigo.
  • Ela disse que não volta mais naquela escola. 
  • Eles entraram numa cilada. 

O que é e quando usar a conjunção?

A conjunção é a classe de palavras invariáveis que une duas orações ou dois termos semelhantes, estabelecendo sentido entre eles. Elas podem ser classificadas como conjunções coordenadas ou subordinadas. Observe alguns exemplos:

  • Valéria e Matheus estão de férias.
  • A maçã e a pera estragaram.
  • Comprei fermento e leite no mercado. 

As palavras destacadas nas frases acima se tratam de uma conjunção aditiva que conecta dois substantivos. 

  • O dia está enrolado e tenho vontade de ir passear.
  • Estou doente e não quero comer.
  • Ele está atrasado e vai perder a prova. 

Nestes exemplos, a conjunção aditiva está unindo as duas orações. 

  • O dia está lindo, mas não quero sair. 
  • A comida está quente, contudo não quero comer.
  • A roupa está perfeita, porém não irei usá-la.

Os exemplos acima representam uma conjunção adversativa, emitindo uma oposição na frase. 

  • Michele está triste, pois terminou o relacionamento. 
  • Daniel está feliz, porque passou no vestibular.
  • Junior estava tão bravo, que nem me cumprimentou.

Por fim, estes últimos exemplos fazem referência a uma conjunção explicativa, ou seja, exprimem motivo ou razão. 

Portanto, fica claro que as preposições relacionam as palavras, enquanto as conjunções ligam os termos com as mesmas funções sintáticas. Vamos a um exemplo simples:

  • Comi um bolo de chocolate. (Preposição DE que ligou o bolo ao seu sabor)
  • Comi um bolo e chocolate. (Conjunção aditiva que conectou dois substantivos).

*

Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.