Na língua portuguesa, encontramos diversas palavras com “r” e “rr” e, em razão disso, é comum que existam muitas dúvidas no momento de escrevê-las. Por isso, neste artigo, vamos falar detalhadamente quando usar “r” e “rr”. Acompanhe!

Quando usar “r”?

As regras para o uso do “r” são bem simples. Iniciando-se pela pronúncia. Sempre que houver um som de “r” fraco ou brando, no meio de uma palavra, e ele estiver entre vogais, não é necessário duplicar a consoante. Atente-se aos exemplos:

  • nora;
  • coro;
  • colorido;
  • buraco;
  • beira;
  • barato.

A letra “r” também não deve ser duplicada quando aparecer no início de uma palavra. Nesses casos, a letra sempre terá um som forte, porém deverá ser grafada sozinha. Observe:

  • rato;
  • rei;
  • roupa;
  • rádio;
  • recibo;
  • rocha;
  • rua.

Vale destacar que não existe nenhuma palavra na língua portuguesa que comece com “rr”.

Quando usar “rr”?

O “rr” e usado sempre que uma palavra tiver a pronúncia de “r” com um som forte e prolongado e ele estiver, também, entre duas vogais. Assim, é necessário dobrar a consoante para formar a palavra com “rr”. Veja abaixo:

  • borracha;
  • churrasco;
  • ferradura;
  • jarra;
  • macarrão;
  • porrada;
  • sorriso;
  • terreno;
  • verruga. 

É importante ressaltar que, ao separar as sílabas das palavras com “rr”, cada uma das letras  “r” ficará em sílabas diferentes:

  • barroco: bar-ro-co
  • carro: car-ro
  • cachorro: ca-chor-ro
  • carrossel: car-ros-sel

Palavras com “r” e “rr”

Segundo as regras da língua portuguesa, a letra “r” pode ser pronunciada tanto com um som mais fraco e curto, quanto mais forte e prolongado. Por essa razão, existem palavras que, ao serem grafadas com “r” e “rr”, possuem significados diferentes. Vamos conhecer algumas delas, a seguir:

Carro e caro

  • Eu comprei um carro azul. (automóvel)
  • Isso é mentira dele, meu caro amigo. (pessoa querida)

Carrinho e carinho

  • Meu filho quebrou o carrinho dele. (brinquedo)
  • Ela só está precisando de mais carinho. (carícia)

Erra e era

  • Ela erra todos os dias. (erro)
  • Era uma vez uma princesa (época)

Morro e moro

  • Subimos o morro três vezes hoje. (monte)
  • Eu moro próximo ao bosque. (residência)

*

Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.