As palavras sabia, sabiá e sábia existem na língua portuguesa. Contudo, tem classificações e usos distintos. Confira quando e como utilizar cada uma.

Quando usar “sabia”?

A palavra sabia é a conjugação do verbo “saber” na primeira e na terceira pessoa do singular do pretérito imperfeito do indicativo:

  • Eu não sabia que você viria hoje. Por isso, não preparei nada especial.
  • João sabia de tudo que estava ocorrendo na empresa.
  • Quando perguntei à Marta o que tinha acontecido, ela disse que não sabia de nada.

Vale destacar que sabia é um termo trissílabo e paroxítono (a sílaba tônica é a penúltima: sa-bi-a).

Quando usar “sabiá”?

Por sua vez, sabiá é um substantivo masculino que denomiada uma espécie de pássaro:

  • Eu adoro o canto dos sabiás.
  • Quando pequeno, Mauro tinha um sabiá de estimação.
  • A prefeitura proibiu a caça de sabiás na cidade.

A palavra sabiá é trissílaba e oxítona (a sílaba tônica é a última: sa-bi-á). Nesse sentido, é importante pontuar que, na língua portuguesa, todas as oxítonas terminadas em “a” devem ser acentuadas.

Quando usar “sábia”?

sábia é um adjetivo femino que qualifica a pessoa que possui sabedoria:

  • Minha mãe é uma das pessoas mais sábias que eu conheço.
  • A decisão de mudar de emprego foi a mais sábia da sua vida.
  • Sábias palavras as suas, Gabriela.

A palavra sábia é trissílaba e proparoxítona (a antepenúltima sílaba é a tônica: -bi-a). No nosso idioma, todas as proparoxítonas devem ser acentuadas.

É válido destacar que o termo entra no grupo das proparoxítonas aparentes, que são aquelas palavras paroxítonas terminadas em -ea, -eo, -ia, -ie, -io, -oa, -ua, e -uo.

Antes do acordo ortográfico, essas palavras eram consideradas paroxítonas e proparoxítonas, mas, com a vigência da reforma, passaram a ser consideradas proparoxítonas.

Resumo

Para finalizar, vamos confirir um resumo de tudo que foi dito neste artigo:

SabiaSabiáSábia
Classificação
morfológica
VerboSubstantivoAdjetivo
Classificação quanto
à sílaba tônica
ParoxítonaOxítonaProparoxítona