O acento agudo da palavra “veículo” causa muita dúvida. Afinal, ele se justifica por pela regra dos hiatos ou pela regra das proparoxítonas? Neste artigo, vamos resolver essa questão. Confira!

Acordo Ortográfico

A Base X do Acordo Ortográfico estabelece a regra de acentuação conhecida como regra dos hiatos.

Ela prediz que devem ser acentuadas “as vogais tónicas/tônicas grafadas ‘i’ e ‘u’ das palavras oxítonas e paroxítonas levam acento agudo quando antecedidas de uma vogal com que não formam ditongo e desde que não constituam sílaba com a eventual consoante seguinte, excetuando o caso de ‘s'”.

Nesse sentido, é importante notar que a Reforma Ortográfica especificou que a regra dos hiatos vale somente para oxítonas e paroxítonas.

Dessa forma, o acento da palavra “veículo” só pode ser justificado pela regra que diz que todas as proparoxítonas devem ser acentuadas.

Exemplo de questão

Para exemplificar como esse conhecimento pode ser cobrado em provas, vejamos um exemplo de questão:

  • Avalie se a afirmativa abaixo está certa ou errada:

O acento gráfico das palavras “veículo” e “íngreme” pode ser justificado por duas regras de acentuação distintas.

Resposta: Errado. Ambos os termos são acentuados por serem proparoxítonos. Nesse sentido, há somente uma regra que justifica o uso do acento agudo.

Veículo x Veiculo

Por fim, vale pontuar que, enquanto a palavra veículo é proparoxítona, a palavra veiculo é paroxítona. Dessa forma, somente a primeira deve ser acentuada.

O vocábulo veículo é um substantivo masculino que é sinônimo de carro, avião, barco, etc. Já o termo veiculo é a conjugação do verbo veicular na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo.

*

Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.