Saber qual a diferença entre tema, tese e título na redação do Enem é fundamental para a construção correta do texto e para a garantia de uma boa nota. No entanto, é muito comum confundir esses três termos.

Embora pareçam o mesmo, é importante deixar claro que se trata de coisas distintas. Em resumo, tema é o recorte de um assunto, título é o nome dado a um texto e a tese é a opinião sobre o recorte. 

Para tirar as suas dúvidas, neste artigo, falaremos detalhadamente sobre cada um desses itens. Acompanhe!

Tema, tese e título na redação do Enem: como diferenciar cada conceito?

Diferenças entre tema, tese e título na redação do Enem

Nesta parte do artigo, vamos falar detalhadamente sobre os pontos que caracterizam e diferenciam os conceitos de tema, título e tese na redação do Enem. Confira!

Tema

O tema é o fator mais importante quando falamos de Enem, uma vez que a “fuga ao tema” pode te fazer zerar a redação. Assim, podemos dizer que o tema é o recorte do assunto que será a base da construção do seu texto. 

Em outras palavras, vamos imaginar que o assunto da redação seja: “Desafios da mulheres na sociedade atual”. No entanto, esse tópico é algo muito amplo. Nesse sentido, se o tema da redação fosse esse, você ficaria perdido, pois haveria milhares de possibilidades distintas de tratar esse assunto.

Além disso, a vida dos corretores de redação ficaria bem complicada, porque eles teriam que trabalhar com parâmetros muito amplos para avaliar as redações. 

Por isso, se faz um recorte mais específico no assunto, como, por exemplo foi o tema da redação do Enem de 2023: “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”.

Perceba que o tema está englobado no tópico mais geral (“Desafios da mulheres na sociedade atual”), mas traz um aspecto pontual dele. Dessa forma, discorrer sobre o assunto fica muito mais fácil, pois se tem um panorama definido. 

Para te ajudar a fixar melhor o conceito, confira abaixo a tabela de temas cobrados nas últimas provas do Enem:

Anos Tema da redação do Enem
2023“Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”
2022“Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”
2021“Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil” (tema do Enem impresso e do digital)
2020“O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira” (tema do Enem impresso)
2020“O desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil” (tema do Enem digital)
2019“Democratização do acesso ao cinema no Brasil”
2018“Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na Internet”
2017“Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”
2016“Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”
2015“A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”
2014“Publicidade infantil em questão no Brasil”
2013“Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil”
2012“Movimento imigratório para o Brasil no século 21”
2011“Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado”
2010“O trabalho na construção da dignidade humana”
2009“O indivíduo frente à ética nacional”
2008“Como preservar a floresta Amazônica”
2007“O desafio de se conviver com a diferença”
2006“O poder de transformação da leitura”
2005“O trabalho infantil na realidade brasileira”
2004“Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação”
2003“A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desse jogo?”
2002“O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais de que o Brasil necessita?”
2001“Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar interesses em conflito?”
2000“Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional?”
1999“Cidadania e participação social”
1998“Viver e aprender”
Tabela de temas de redação Enem

Como identificar o tema da redação do Enem?

Identificar o tema da redação do Enem é um passo fundamental. Afinal, como dissemos antes, fugir ou tangenciar o tema pode te fazer perder pontos preciosos, ou até zerar a redação.

A frase tema da redação do Enem é aquela que aparece na parte da “Proposta de redação” da prova, logo depois dos textos motivadores, como você pode ver na imagem abaixo:

Como identificar o tema da redação do Enem

Tese

Além do tema, temos a tese que nada mais é que o ponto de vista que você vai defender sobre o tema. Em outras palavras, ela é a sua delimitação da temática. Dito isso, vamos retomar ao exemplo do “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”:

  • O que você pensa sobre esse tema?
  • Quais você considera os principais desafios para o enfrentamento desse problema?
  • Por quais motivos o trabalho de cuidado realizado pelas mulheres é invisilizado no Brasil?

Essas e outras perguntas são as que vão te ajudar a formular a sua opinião e a convencer o leitor a confiar nela. Inclusive, você pode estruturar a sua tese com mais de um argumento. Essa sugestão entra, por exemplo, nas vantagens e desvantagens da prática. 

Vale dizer que a exposição da tese deve vir logo na introdução e que os parágrafos do desenvolvimento devem reforçá-la e confirmá-la.

Exemplo de tese na redação do Enem

Para deixar o conceito mais claro, vamos analisar uma redação que alcançou a nota mil no Enem 20222, cujo o tema era “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”.

Na música “Imagine”, de John Lennon, é retratada uma sociedade que se une, apesar das diferenças culturais, a fim de alcançar a felicidade. Assim como na obra, fora da canção, a harmonia social é imprescindível para o desenvolvimento de uma nação. Contudo, no Brasil, desafios como a negligência estatal, somada à presença de um ideário colonial no pensamento coletivo, prejudicam a valorização das comunidades e dos povos tradicionais, impedindo a concretização dessa união. esse modo, torna-se fundamental a atuação do Estado para solucionar esse óbice.

Diante disso, é válido analisar, primeiramente, a improficuidade estatal perante o cumprimento dos benefícios normativos. Nesse sentido, segundo a Constituição Federal de 1988, todo cidadão brasileiro possui o direito à educação, cabendo ao Estado a sua efetivação no corpo social. Todavia, percebe-se, na realidade, que esse preceito não é difundido por completo, haja vista que, em virtude da escassa mobilização governamental referente à promoção de campanhas educacionais sobre as distintas comunidades tradicionais que residem no Brasil, diversas pessoas desconhecem a importância desses povos para a nação, a exemplo da utilização do conhecimento indígena para a preservação das florestas nativas, o que contribui para a desvalorização dessa população na atualidade. Logo, conclui-se que as autoridades públicas devem promover ações sensibilizadoras para reverter essa conjuntura.

Ademais, é imperioso postular como a perpetuação de um pensamento retrógrado afeta a sociedade tradicional. Nesse contexto, durante a colonização do Brasil, houve um processo de imposição da cultura eurocêntrica dos colonos nas comunidades colonizadas, ocasionando uma desvalorização dos povos tradicionais. Tendo isso em vista, observa-se, na contemporaneidade, a existência desse fenômeno, dado que persiste a exaltação de uma cultura globalizada em detrimento dos costumes das comunidades originárias, o que gera, por consequência, o apagamento de diversos hábitos tradicionais, como a mudança da vestimenta utilizada por algumas tribos indígenas, destacando a adaptação à cultura hegemônica. Dessa forma, faz-se essencial a criação de projetos governamentais que combatam esse pensamento antigo.

Evidencia-se, portanto, que atitudes são necessárias, com o fito de extinguir os desafios para valorização das comunidades e dos povos tradicionais no Brasil. Posto isso, o Estado deve, por meio do Ministério da Educação — órgão federal detentor do papel educacional da nação —, realizar parcerias com os meios de comunicação existentes, a exemplo dos canais televisivos, com a finalidade de divulgar informações acerca da importância das distintas populações que residem no país, elucidando os brasileiros e eliminando a mentalidade colonial da sociedade. Somente assim, diferentes povos serão valorizados e a harmonia cantada por Lennon se concretizará no Brasil.

Redação nota mil do estudante ZECK FERREIRA GOMES – Enem 2022

Análise: Na redação acima, marcamos em negrito na introdução a tese do estudante sobre o tema “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”.

Perceba que o candidato defende que para lidar com os desafios propostos, é preciso promover a harmonia social. Ele lista, contudo, obstáculos para alcançar esse objetivo. Com isso, ele evidencia seu ponto de vista (tese) sobre a temática proposta.

Nos dois parágrafos seguintes, ele desenvolve cada um dos argumentos que vão sustentar a sua tese.

Título

Por fim, vamos tratar do título, que é o conceito mais fácil, pois consiste no nome que você dará ao seu texto. No entanto, é recomendado que ele seja desenvolvido por último. Isso porque somente após argumentar, você saberá como deve nomear a produção. Inclusive, não colocar título te proporciona maior liberdade de escrita. 

A principal dica, no entanto, é se atentar à coerência. Voltando ao exemplo anterior, se o seu tema foi “Desafios para o enfrentamento da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado pela mulher no Brasil”, não esqueça de citá-lo no título e de focar nas principais informações que estão na sua redação. Ou seja, nada de mencionar o tema no título, e escrever um texto que o contradiga.  

Devo colocar título na redação do Enem?

Colocar título na redação do Enem é permitido, mas não é recomendável. Afinal, a Cartilha do Participante da Redação do Enem diz que “o título é um elemento opcional na produção da sua redação. Assim, embora seja considerado linha escrita, não é avaliado em qualquer aspecto relacionado às competências da matriz de referência”.

Contudo, como ele não vai te ajudar a conseguir mais pontos na sua redação, não faz sentido desperdiçar uma linha de texto inteira com ele. Por isso, opte por não colocar título na sua redação do Enem.

Resumo: tema, tese e título

Para não esquecer qual a diferença entre tema, título e tese na redação do Enem, anote:

DEFINÇÃODICA
TEMARecorte de um determinado assuntoO tema está na parte “proposta de redação, logo após os textos motivadores
TESEPonto de vista que você vai defender sobre o tema.A tese deve aparecer logo na introdução da sua redação
TÍTULO Expressão inicial que introduz a redação, “nome” do textoApesar de ser permitido, sugerimos não colocar título na redação do Enem.

Simples, não é mesmo? Caso queira mais dicas, confira o nosso conteúdo sobre: Redação do Enem 2024: como conseguir pelo menos 900 pontos?