Afinal de contas, o que é equipolência interoracional? Neste artigo, vamos destrinchar esse conceito e trazer exemplos dessa forma de construção. Vejamos!

Conceito

De acordo com o gramático Evanildo Bechara, da mesma forma que “uma oração pode depender de outra subordinada, assim também duas ou mais orações
subordinadas podem servir à mesma principal”.

Em outras palavras, uma oração principal pode ter duas ou mais orações subordinadas que estão coordenadas entre si. Esse fenômeno é chamado de equipolência interoracional.

Exemplo de equipolência interoracional

Para entender melhor o canceito, vamos ver um exemplo de equipolência.

ex1: Paulo falou que ia ao mercado e que voltava antes do jantar.

O período acima é composto de três orações:

  • 1ª oração: Paulo falou (oração principal)
  • 2ª oração: que ia ao mercado (oração subordinada)
  • 3ª oração: que voltava antes do jantar (oração subordinada)

Note que a 2ª e a 3ª orações são ambas subordinadas à 1ª oração e, ao mesmo tempo, são coordenadas entre si. Nesse contexto, diz-se que a 2ª oração é equipolente à 3ª oração.

Por fim, vale destacar que essa denominção não consta na Nomenclatura Gramatical Brasileira.

*

Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.