O Graduate Management Admission Test (GMAT) é uma prova de admissão exigida, principalmente, por escolas de negócios nos Estados Unidos e na Europa. Atualmente, mais de 1.500 programas de MBA em mais de 80 países utilizam as notas do teste como uma parte de seus processos de admissão de estudantes.

Além disso, algumas instituições de ensino também oferecem bolsas de estudos específicas para os estudantes que obtêm pontuações excepcionais no GMAT.

Essas bolsas podem cobrir total ou parcialmente as despesas com a mensalidade, livros e materiais do curso, além de oferecer outros benefícios, como acesso a programas de mentoria, oportunidades de networking e estágios remunerados. Essas bolsas são uma forma de reconhecer e recompensar o esforço e a dedicação dos estudantes em alcançar um desempenho excepcional no GMAT.

Outro aspecto importante do GMAT é que ele pode ajudar a nivelar o campo de jogo para estudantes internacionais. Muitas instituições de ensino levam em consideração a pontuação no GMAT ao avaliar a candidatura de estudantes internacionais.

Isso acontece porque o teste é padronizado e baseado em habilidades que são universalmente relevantes para o sucesso acadêmico e profissional na área de administração. Portanto, um estudante internacional que obtém uma pontuação alta no GMAT pode se destacar entre os demais candidatos e aumentar suas chances de conquistar uma bolsa de estudos.

Além de ser um requisito para a obtenção de uma bolsa de estudos, o GMAT também oferece outros benefícios aos estudantes que desejam se destacar em suas carreiras.

O teste ajuda a desenvolver habilidades essenciais, como pensamento crítico, resolução de problemas, habilidades de comunicação e tomada de decisões. Essas habilidades são altamente valorizadas no mercado de trabalho e podem abrir portas para oportunidades de emprego e avanço na carreira.

Estrutura do GMAT

O GMAT é dividido em quatro seções:

  • Analytical Writing Assessment (avaliação de escrita analítica): mensura a capacidade de pensar criticamente e comunicar ideias de forma eficiente;
  • Integrated Reasoning (raciocínio integrado): mede a habilidade de analisar dados e avaliar informações apresentadas em diferentes formatos;
  • Quantitative Reasoning (raciocínio quantitativo): mede sua habilidade usar métodos matemáticos para analisar dados e a conclusões práticas;
  • Verbal Reasoning (raciocínio verbal): avalia a competência para ler, compreender e interpretar textos de diferentes gêneros e tipos, avaliar materiais escritos e produzir ou editar textos gramaticalmente corretos em inglês, com uma estrutura lógico-argumentativa compreensível.

As notas do teste variam de 200 a 800 pontos. A prova custa 250 dólares, tem duração total de 3h30 e é aplicada por centros habilitados. Você não pode fazer mais do que cinco testes no período de 12 meses.

Como se preparar para o GMAT?

É importante ressaltar que a preparação adequada para o GMAT é fundamental para obter uma pontuação alta e aumentar as chances de conquistar uma bolsa de estudos. Existem diversos recursos disponíveis, como livros, cursos online e tutoriais, que podem ajudar os estudantes a se prepararem para o teste.

Além disso, praticar com exemplos de questões e realizar simulados pode ajudar os estudantes a se familiarizarem com o formato do teste e a desenvolverem estratégias eficazes de resolução.

Em resumo, o GMAT pode desempenhar um papel crucial na conquista de uma bolsa de estudos para programas de pós-graduação em administração. Uma pontuação alta no GMAT pode destacar os candidatos entre os demais concorrentes e aumentar suas chances de receber uma bolsa de estudos. Além disso, o teste ajuda a desenvolver habilidades essenciais para o sucesso acadêmico e profissional.

Portanto, se você está buscando uma bolsa de estudos para um programa de pós-graduação em administração, dedicar tempo e esforço para se preparar para o GMAT pode ser um investimento valioso no seu futuro educacional e profissional