Muito mais que ler e escrever, quando falamos de letramento literário nos referimos ao campo da formação do leitor por meio da literatura e seus clássicos. Em outras palavras, o letramento literário consiste em uma continuação da alfabetização propriamente dita, ou seja, o processo de letramento da criança é realizado com o auxílio dos textos literários. 

Além da leitura em si, o letramento literário faz com que as crianças aprendam a consumir a literatura de forma crítica, tornando-a parte de seu cotidiano e vivência. Assim, elas passam a identificar seus sentimentos e ações com base em personagens e outras realidades expostas nos livros, estimulando a imaginação e a criatividade. 

Neste artigo, vamos abordar esse conceito de forma detalhada. Acompanhe a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o termo. 

Conceito

O letramento literário consiste em dois conceitos: o de letramento, que é a vivência das práticas sociais por meio da escrita, e o de literário, que se trata de uma forma de arte construída pelas palavras. 

Dessa forma, o termo se refere ao caminho que deve ser percorrido para alfabetizar as crianças em todos os aspectos. Em outras palavras, o processo ocorre não somente pelo incentivo de leituras superficiais, como também por intermédio das leituras que estabelecem contextualização, atualização do conhecimento e aprendizado crítico. 

É pelo estímulo dos mais diversos tipos de leitura, como das obras clássicas, por exemplo, que construímos o letramento literário. Essa prática tem o intuito de discutir de forma crítica o que foi lido, provocando reflexões e gerando novos resultados. 

Portanto, ainda que se pense que a leitura é apenas um ato de decodificar palavras, não é assim que o letramento literário funciona. Com ele, a leitura atua como um meio para que o aluno interprete o mundo de forma crítica. Para isso, tanto a escola quanto os professores são essenciais neste processo. 

Como funciona o letramento literário como prática pedagógica?

Na prática pedagógica, o letramento literário pode ser realizado de diversas maneiras. No entanto, existem quatro características fundamentais para que ele ocorra de forma correta.

A primeira delas é que não existe letramento literário se não houver o contato direto do leitor com a obra. Isso quer dizer que é necessário deixar a criança interagir com os clássicos literários. A segunda, é que o letramento literário deve ser construído por meio de uma comunidade de leitores, ou seja, um espaço no qual há compartilhamento de leitura e circulação dos mais variados textos que respeitam o interesse e as dificuldades dos alunos.

A terceira premissa é que haja o objetivo de ampliação do repertório literário, isto é, o professor precisa apresentar às crianças as mais diversas manifestações culturais que vão além dos textos e livros. E, finalmente, é importante oferecer atividades estruturadas e de forma contínua com o objetivo de desenvolver a competência literária. Desta forma, a escola e o professor formarão um leitor literário. 

Em suma, os quatro elementos que compõem o letramento literário são:

  • Contato direto dos leitores com as obras;
  • Estruturação de uma comunidade de leitores;
  • Ampliação do repertório literário dos estudantes;
  • Realização de atividades estruturadas para desenvolvimento da competência literária.

Qual a importância do letramento literário?

A prática da leitura nas escolas é muitas vezes realizada sem a apresentação dos elementos fundamentais para provocar o amadurecimento e o desenvolvimento crítico da criança.

Dessa forma, por vezes, a leitura no campo pedagógico aparece somente para divertir e informar, mas não coloca os alunos em contato com as suas vivências para que possam significar e dar sentido às suas questões internas. 

Ao estimular o letramento literário, especialmente nos anos iniciais, leitores críticos são formados e, a partir disso, a imaginação, a criatividade e as habilidades cognitivas são aprimoradas. Por intermédio das obras, as crianças vivenciam emoções e se identificam com certas histórias que trazem mais sentido à vida delas. 

Assim, é possível criar novas ideias e expressar os pensamentos de forma mais segura e participativa. Por meio da literatura, os alunos conseguem se encontrar e participar de outros mundos sem a necessidade de renunciar ao seu. 

*

Gostou do artigo? Então, vale a pena aprofundar seus conhecimentos com o Guia da Alfabetização.