Para falar e escrever bem, é fundamental saber conjugar os verbos e forma certa, para uma concordância correta.

No nosso idioma temos uma grande variedade de tempos verbais, e os pretéritos são bastante conhecidos e muito utilizados.

Você sabe as diferenças entres os tipos de pretéritos? Sabe em que tempo o pretérito perfeito é conjugado?

Vamos listar os três tipos de pretéritos, explicando seus tempos, e citando exemplos para que fique fácil de compreender.

O que é pretérito perfeito?

O tempo verbal pretérito perfeito é popularmente conhecido como passado, ou seja, ele representa uma ação que já acabou ou que dura somente até o antes do tempo presente.

Classificação do pretérito perfeito

O pretérito perfeito pode ser classificado como simples, quando só há um verbo, composto, quando existe um verbo principal e um auxiliar. E pode ser conjugado no indicativo, tanto o simples quanto o composto, e no subjuntivo, apenas o composto.

Pretérito perfeito simples

O pretérito perfeito simples do indicativo indica uma ação que já foi finalizada, que acabou.

Exemplos de pretérito perfeito simples

Primeira conjugação – arSegunda conjugação – erTerceira conjugação – ir
Eu ameiEu corriEu parti
Tu amasteTu corresteTu partiste
Ele amouEle correuEle partiu
Nós amamosNós corremosNós partimos
Vós amastesVós correstesVós partistes
Eles amaramEles correramEles partiram

Pretérito perfeito composto

O pretérito perfeito composto tem um verbo principal que indica ação, e um verbo auxiliar. Pode se apresentar tanto no indicativo quanto no subjuntivo.

Pretérito perfeito composto do modo indicativo

Usamos em geral o verbo ter no presente, e um verbo principal no particípio, sua forma nominal.

Primeira conjugação – arSegunda conjugação – erTerceira conjugação – ir
Eu tenho cantadoEu tenho comidoEu tenho sentido
Tu tens cantadoTu tens comidoTu tens sentido
Ele tem cantadoEle tem comidoEle tem sentido
Nós temos cantadoNós temos comidoNós temos sentido
Vós tendes cantadoVós tendes comidoVós tendes sentido
Eles têm cantadoEles têm comidoEles têm sentido

Pretérito perfeito composto do modo subjuntivo 

O verbo ter deve ser utilizado no presente do subjuntivo, e o verbo principal no particípio.

Primeira conjugação – arSegunda conjugação – erTerceira conjugação – ir
(eu) Tenha sonhado(eu) tenha perdido(eu) tenha saído
(tu) Tenhas sonhado(tu) tenhas perdido(tu) tenhas saído
(ele) Tenha sonhado(ele) tenhas perdido(ele) tenha saído
(nós ) Tenhamos sonhado(nós) Tenhamos perdido(nós) tenhamos saído
(vós) Tenhais sonhado(vós) Tenhais perdido(vós) Tenhais saído
(eles) Tenham sonhado(eles) Tenham perdido(eles) Tenham saído

Exemplos de conjugação do pretérito perfeito

Como nos modelos acima só mostramos verbos regulares, vamos mostrar abaixo as conjugações no pretérito perfeito de verbos irregulares.

Primeira conjugação – estarSegunda conjugação – serTerceira conjugação – ir
Eu estiveEu fuiEu fui
Tu estivesteTu fosteTu foste
Ele EsteveEle foiEle foi
Nós estivemosNós fomosNós fomos
Vós estivestesVós fostesVós fostes
Eles estiveramEles foramEles foram

Apesar dos verbos irregulares de segunda e terceira conjugação serem diferentes, ser e ir, são conjugados de forma idêntica.

Diferenças entre o pretérito perfeito, o pretérito mais que perfeito e o pretérito  imperfeito

Sabemos que pretérito se refere a ações que são no passado, mas, existem algumas diferenças entre os três tipos de pretéritos, o perfeito, o imperfeito e o mais que perfeitos.

No pretérito perfeito 

A ação começou e terminou no passado.

Ex: Eu fiz comida para o almoço.

No pretérito imperfeito 

A ação é no passado mas foi interrompida.

Ex: Eu fazia comida para o almoço, mas o telefone me interrompeu.

No pretérito mais que perfeito 

O verbo indica uma ação que foi concluída em um tempo antes do que outro no passado.

Ex: Questionei se ela já fizera o almoço quando teve que sair ontem.