O reconhecimento das letras é a premissa da alfabetização. Em outras palavras, para saber ler e escrever, antes de tudo, é necessário conhecer o alfabeto. Nesse cenário, é muito comum que as crianças tenham interesse nas letras que formam o seu nome, o de seus pais, o nome das cores favoritas e assim por diante. 

No entanto, uma dúvida muito comum sobre o assunto é: como ensinar o alfabeto para crianças? Algumas tendem a aprender rapidamente, enquanto outras precisam de estímulos maiores. Neste artigo, vamos falar detalhadamente sobre as diversas formas de ensinar as letras. Acompanhe!

Quais são as fases da alfabetização?

Para saber como ensinar o alfabeto para os pequenos, é preciso entender primeiro quais são as fases da alfabetização. Neste processo, cada criança é única e possui um ritmo de aprendizagem diferente. Contudo, em cada idade, é normal que apresentem determinadas características em comum relacionadas à leitura e à escrita. Vamos conhecê-las!

0 a 3 anos 

A primeira fase da alfabetização se inicia quando ainda se é um bebê. Desde novinhos, os pequenos já demonstram interesse por ouvir as histórias contadas pelos pais. É fundamental que isso seja estimulado e realizado diversas vezes. Isso porque a repetição faz parte do processo de familiarização com as palavras.

4 a 5 anos 

Entre 4 e 5 anos, as crianças já estão familiarizadas com as letras e, por isso, é comum que já saibam escrever o próprio nome e reconheçam algumas palavras. Nessa faixa etária, algumas delas já conseguem redigir frases curtas e se interessam por histórias mais longas. 

6 a 7 anos 

A partir dos 6 anos, as crianças já são capazes de escrever frases e textos curtos. No entanto, nessa fase, são muitos os erros ortográficos que aparecem, o que é normal e esperado pela idade. 

Como ensinar o alfabeto para as crianças?

Quando falamos do aprendizado das crianças, é fundamental compreender que todo ensinamento deve ocorrer de forma lúdica. Em outras palavras, não é interessante fazer cobranças para que os pequenos aprendam as coisas. O ideal é respeitar o tempo de cada um deles e investir em ações leves e divertidas. 

Como a maioria das crianças normalmente possuem contato com as letras desde bebês, é bem provável que, durante a alfabetização, já sejam capazes de identificar o alfabeto completo. Entretanto, o aprendizado está diretamente ligado com aquilo que os pequenos mais gostam, isto é, as brincadeiras e ferramentas que ajudam para que o processo aconteça de maneira dinâmica. 

Ensinar o alfabeto para as crianças não é uma tarefa difícil. Contudo esse processo deve ser prazeroso tanto para quem ensina, como para quem aprende. Em razão disso, abaixo, deixamos algumas dicas de como ensinar o alfabeto para os pequenos de forma simples e divertida. Confira! 

Dicas de como ensinar o alfabeto 

Como mencionamos no decorrer do artigo, ensinar o alfabeto não deve ser algo complicado, porém pode ser um processo bem longo, que pode variar de criança para criança. No entanto, recursos e estímulos não faltam para que os pequenos aprendam as letras de maneira lúdica e criativa. Vamos, portanto, conhecer algumas dicas de como ensinar o alfabeto. 

1. Trabalhe com músicas

As músicas têm um importante papel no aprendizado do alfabeto. Assim como os livros, elas conseguem explorar as letras de forma dinâmica. Por meio das canções infantis, é possível trabalhar os sons, a pronúncia e a associação de palavras. 

2. Explore os sons das letras

Assim como ocorre nas músicas, os sons das letras precisam ser explorados, pois fazem parte do processo de ensino do alfabeto. Por isso, é importante realizar exercícios de repetição de sons, para que as crianças entendam a diferença entre as letras “m” e “n” ou “b” e “d”, por exemplo. 

3. Realize associações

Uma outra dica fundamental para ensinar o alfabeto é realizar associações. Esse tipo de prática costuma ser muito útil e valiosa. Um exemplo disso é associar uma letra a uma palavra que comece por ela, como “a” de amor e “m” de mamãe.

4. Respeite a sequência do alfabeto

Para melhores resultados no ensino das letras, é indicado que se respeite a sequência do alfabeto para que os pequenos consigam entender a ordem. Somente após esse processo, deve-se iniciar a aprendizagem das letras de forma aleatória. 

5. Utilize os livros infantis

A utilização dos livros infantis é tão essencial quanto as músicas. Por meio deles, é possível explorar o conhecimento e ainda desenvolver e ampliar a imaginação das crianças. Além disso, a maioria dos livros de alfabetização também contam com uma série de atividades que auxiliam no processo de aprendizagem do alfabeto.

*

Gostou do artigo? Então, vale a pena aprofundar seus conhecimentos com o Guia da Alfabetização.