Língua Portuguesa e Literatura para o Enem

Tag: alfabeto

Como ensinar o alfabeto para crianças?

O reconhecimento das letras é a premissa da alfabetização. Em outras palavras, para saber ler e escrever, antes de tudo, é necessário conhecer o alfabeto. Nesse cenário, é muito comum que as crianças tenham interesse nas letras que formam o seu nome, o de seus pais, o nome das cores favoritas e assim por diante. 

No entanto, uma dúvida muito comum sobre o assunto é: como ensinar o alfabeto para crianças? Algumas tendem a aprender rapidamente, enquanto outras precisam de estímulos maiores. Neste artigo, vamos falar detalhadamente sobre as diversas formas de ensinar as letras. Acompanhe!

Quais são as fases da alfabetização?

Para saber como ensinar o alfabeto para os pequenos, é preciso entender primeiro quais são as fases da alfabetização. Neste processo, cada criança é única e possui um ritmo de aprendizagem diferente. Contudo, em cada idade, é normal que apresentem determinadas características em comum relacionadas à leitura e à escrita. Vamos conhecê-las!

0 a 3 anos 

A primeira fase da alfabetização se inicia quando ainda se é um bebê. Desde novinhos, os pequenos já demonstram interesse por ouvir as histórias contadas pelos pais. É fundamental que isso seja estimulado e realizado diversas vezes. Isso porque a repetição faz parte do processo de familiarização com as palavras.

4 a 5 anos 

Entre 4 e 5 anos, as crianças já estão familiarizadas com as letras e, por isso, é comum que já saibam escrever o próprio nome e reconheçam algumas palavras. Nessa faixa etária, algumas delas já conseguem redigir frases curtas e se interessam por histórias mais longas. 

6 a 7 anos 

A partir dos 6 anos, as crianças já são capazes de escrever frases e textos curtos. No entanto, nessa fase, são muitos os erros ortográficos que aparecem, o que é normal e esperado pela idade. 

Continue reading

Libras – origem, gramática e estrutura da língua

O mês de setembro é especial para os deficientes auditivos. O Dia Nacional do Surdo é comemorado em 26 de setembro em homenagem à fundação da primeira escola de surdos no Brasil, no ano de 1857, no Rio de Janeiro. As celebrações, contudo, começam no dia 1º, aniversário da Lei nº 12.319/2010, que regulamenta o exercício da profissão de tradutor e intérprete da Língua Brasileira de Sinais, e se estendem aos dias 10, Dia Mundial da Língua de Sinais, e 30, quando o Brasil comemora o Dia do Tradutor/Intérprete.

Na conexão entre esses dois mundos – o dos surdos e o dos tradutores –, temos a Libras, sigla para Língua Brasileira de Sinais, que representa o conjunto de formas gestuais que é utilizado por deficientes auditivos para se comunicarem entre si e com ouvintes.

É esta língua que estamos nos acostumando a ver mais e mais presente no dia a dia de eventos de todos os tipos, dos políticos aos artísticos. Já é muito comum ter intérpretes de Libras nesses espaços e, de alguma forma, divulgando a linguagem de sinais e a tornando mais acessível a todos.

Continue reading

© 2024 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑

#CodigoClever