Língua Portuguesa, Literatura e Alfabetização

Categoria: Glossário

Etimologia – conceito e campos de aplicação

A etimologia — do grego étumos (real, verdadeiro) + logos (relato, estudo, descrição) — define o significado dos vocábulos por meio de seus elementos mórficos. Em outras palavras, é o campo da linguística que estuda a história e origem das palavras.

Tem dúvidas sobre a composição das palavras e a criação de regras ao longo da história? Leia este artigo e saiba mais sobre o assunto. 

Qual é o conceito de etimologia?

Tão importante quanto conhecer uma palavra é ter consciência da evolução do seu significado desde sua origem. 

O estudo da etimologia nos leva a entender o verdadeiro sentido de um vocábulo e as semelhanças existentes entre as línguas. 

Além disso, facilita a compreensão, pois passamos a entender melhor, por exemplo, o porquê da grafia de uma palavra ser escrita com S ou com C.

Os vocábulos nascem, desenvolvem-se, passam por diversas transições. Durante esse período, são analisados constantemente. Os etimologistas estudam todos os aspectos de uma palavra, isto é, acompanham todas as suas fases.

Para conhecermos a raiz do significado de uma palavra, é preciso fazer o estudo da etimologia dentro da linguística — o que demanda empenho e dedicação.

Continue reading

Hipercorreção – o que é isso?

Hipercorreção, ou ultracorreção, é o nome dado ao processo de corrigir algo que não deveria ser corrigido. Neste artigo, vamos falar mais sobre esse conceito e trazer exemplos. Vejamos!

Fontes da hipercorreção

De acordo com o professor Sírio Possenti, existem duas fontes principais da hipercorreção:

1) A variação linguística, que sempre envolve uma forma considerada correta e outra considerada errada.

Ex: Haviam muitos carros no estacionamento. – O erro aqui ocorre, porque o falante lança mão da regra geral da concordância, que diz que o verbo deve concordar em número com o sujeito da frase. Contudo, o verbo haver quando tem o sentido de existir é impessoal, ou seja, não varia e deve sempre ser usado no singular.

2) A vontade de ser correto ou falar de forma supostamente mais elegante.

Ex: Bandeija, carangueijo, prazeiroso – algumas pessoas para fugir de falares populares, que excluem a letra “i” de algumas palavras (pexe, chero, caxa, etc.), acabam por incluir a vogal em palavras nas quais ela não deveria aparecer, como bandeja, caranguejo e prazeroso.

Note que o erro surge da intenção do falante de falar difícil ou de maneira mais sofisticada.

Continue reading

Economia linguística – o que é isso?

A economia linguística é um fenômeno que consiste na eliminação ou na redução de certos termos da língua. O objetivo desse recurso é simplificar a comunicação e torná-la mais eficiente.

Neste artigo, vamos ver dois processos que nascem desse fenômeno: a composição por aglutinação e a abreviação.

Conceito

Antes de seguirmos, vamos detalhar melhor o conceito de economia linguística:

Economia linguística é um termo que recobre uma gama de processos que se caracterizam por representar mecanismos de mudança que tentam reagir positivamente a dois impulsos: (a) poupar a memória, o processamento mental e a realização física da língua, eliminando os aspectos redundantes e as articulações mais exigentes; (b) preencher lacunas na gramática da língua, de modo a torná-la mais eficiente como instrumento de interação sociocomunicativa.

Marcos bagno em a Gramática Pedagógica do Português Brasileiro

Dito de outra forma, esse princípio consiste no ato de os falantes escolherem, em geral, as palavras e frases mais curtas para expressar uma ideia. Ele é caracterizado pela busca da máxima eficiência: mais informação no mínimo de palavras.

Agora, vamos entender melhor como esse fenômeno se manifesta na prática.

Composição por aglutinação

A composição por aglutinação ocorre quando dois elementos se unem em uma só palavra para dar origem a um novo termo. Vejamos alguns exemplos:

  • Pernalta: perna + alta;
  • Planalto: plano + alto;
  • Vinagre: vinho + acre;
  • Aguardente: água + ardente;
  • Pontiagudo: ponta + aguda.

É interessante notar que esse processo de aglutinação também ocorre nas situações do cotidiano. Um exemplo são as expressões “vambora” ou “simbora”, que são formadas pela união dos termos “vamos” e “embora”.

Continue reading

Autóctone – o que significa essa palavra?

A imagem mostra uma senhora nativa sorrindo. Embaixo está escrito:
Conheça o significado, a origem e a classificação dessa palavra

Qual o significado da palavra autóctone? Neste artigo, vamos responder essa pergunta e faremos uma análise completo desse termo. Vejamos!

Significado e orgiem de autóctone

O dicionário Houaiss (p.224) traz cinco significados para a palavra:

  1. Que ou quem é natural do país ou da região que habita e descende das raças que ali sempre viveram (é sinônimo de aborígene ou de indígena);
  2. Que se origina da região onde é encontrado, onde se manifesta (ex: estudiosos brasileiros consideram o samba uma manifestação autóctone);
  3. No campo da geologia, indica a rocha cujos constituintes se formaram no local;
  4. No âmbito da medicina, tem o sentido de algo formado ou originado no local onde é encontrado (coágulo autóctone);
  5. No contexto da linguística, diz-se da primeira língua que se falou em um país ou de quaisquer de suas características (ex: idioma ou pronúncia autóctone).

Ainda segundo o Houaiss, o vocábulo tem origem na palavra grega autókhthõn, que tem o sentido de “originário do próprio solo, que nasce do próprio solo (planta)”.

Continue reading

Polímata x Diletante – você sabe o que significa essas palavras?

A imagem mostra Leonardo da Vinci. Ao lado, está escrito:
Leonardo da Vinci foi o polímata mais famoso da história.

Hoje vamos falar de duas palavras incomuns que se referem ao conhecimento, mas que têm significados bem distintos. Você vai entender quando usar cada um dos vocábulos. Vamos lá!

Polímata

Trata-se de uma palavra que vem do grego polymathēs e significa aquele que aprendeu demais.

Um polímata é alguém que tem conhecimento aprofundado em várias áreas. Um bom exemplo é Leonardo da Vinci. O famoso pintor italiano também era um especialista em outros campos, como matemática, física e escultura.

Vale dizer ainda que este é um substantivo comum de dois gêneros, ou seja, pode ser usado tanto para o feminino quanto para o masculino.

A diferenciação é feita pelo uso do artigo em um dos gêneros.

ex1: Da Vinci era um polímata.

ex2: Cleopátra era uma polímata.

Continue reading

Criptografia – o que significa essa palavra?

O que é criptografia?

Entenda o significado da palavra.

Criptografia – com a crescente preocupação com a segurança da informação, essa palavra tem ganhado cada vez mais destaque. Neste artigo, explicamos o seu significado e sua origem. Vamos lá!

Significado

O substantivo feminino se refere, segundo o dicionário Houiss, ao conjunto de princípios e técnicas empregadas para cifrar a escrita, torná-la ininteligível para os que não tenham acesso às convenções combinadas. A criptografia é muito utilizada em operações militares, políticas, diplomáticas e criminais. Ela tem como objetivo modificar textos para impedir a sua compreensão pelos que não conhecem seus caracteres ou convenções.

Continue reading

Burburejar – descubra o significado da palavra agora mesmo!

burburejar

O que significa?

A coluna  palavra da semana tem como objetivo enriquecer seu vocabulário para te ajudar a tornar seus textos mais atraentes.  O vocábulo de hoje é burburejar.

PAUSA: Antes de terminar a leitura, vale a pena você dar uma conferida no significado da palavra LIBENTE.

Definição

Burburejar é um verbo intransitivo significa “ter ou fazer som de água em borbulhas”.

Ex: Ouvi a água que fervia no fogão burburejar.

O vocábulo surge da onomatopeia do som de borbulhas.

Onomatopeia

A onomatopeia é uma figura de linguagem que consiste na formação de palavras que representam ou simulam um som.

ex: tique-taque, atchim, chuá.

VEJA MAIS: Para complementar seu estudo, recomendamos a leitura do artigo que fizemos sobre 5 figuras de linguagem úteis para o seu texto.

Assista também:

***

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua.

LIBENTE: o que é isso?

o que é libente?

Qual o significado da palavra?

A partir de agora, teremos a coluna “Palavra da Semana”. Divulgaremos o significado de uma palavra diferente.

Hoje, a palavra é LIBENTE. Vem do latim “libens”, que significa fazer voluntariamente, com gosto. O adjetivo é usado para descrever aquilo ou quem demonstra boa vontade em tudo o que faz; afável, amável.

Uniforme x Biforme

Libente é um adjetivo uniforme. Ou seja, ele não varia em gênero com o substantivo que qualifica.

Continue reading

Quais são os modos verbais?

Modos-verbais Os modos verbais são três: indicativo, subjuntivo e imperativo. Neste artigo, vamos detalhar quando e como utilizar cada um. Vejamos!

Indicativo

O modo indicativo é utilizado em sentenças que são tidas como reais ou verdadeiras. Vejamos alguns exemplos do uso desse modo:
  • Ele vem para casa tarde.
  • Maria tinha uma cadelinha linda.
  • Maurício virá amanhã pela manhã.
O modo indicativo apresenta seis tempos verbais:
  • Presente;
  • Pretérito perfeito;
  • Pretérito imperfeito;
  • Pretérito mais-que-perfeito;
  • Futuro do presente;
  • Futuro do pretérito.

Subjuntivo

O modo subjuntivo  indica algo que é provável, duvidoso ou hipotético. As frases no subjuntivo, em geral, são introduzidas pelos termos “se” e “que”.  Vejamos alguns casos de utilização desse modo verbal:
  • Se chovesse hoje, eu iria estrear meu guarda-chuva novo.
  • Que ele fale logo o que precisa ser falado!
  • Se falarmos disso amanhã na reunião, podemos criar resistências.
O subjuntivo apresenta três tempos verbais:
  • Presente;
  • Pretérito imperfeito;
  • Futuro.

Imperativo

O modo imperativo representa uma ordem, súplica ou conselho. Esse modo visa gerar uma ação em outras pessoas. Vejamos algumas frase no imperativo:
  •  Ajudem-me, por favor!
  • Venha aqui agora!
  • Não compre esse tipo de produto.
O imperativo não possui tempos verbais. Ele é utilizado em duas formas: imperativo positivo e imperativo negativo. Gostou do texto? Então, vale a pena assistir ao vídeo sobre quando usar devia e deveria: *** Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua. * Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.

O que é gentílico?

O-que-e-Gentilico

Gentílicos são um grupo de palavras que qualificam pessoas e objetos de acordo com sua origem geográfica.

ex: Russo, brasileiro, maranhense, brasiliense, angolano.

Adjetivos

Quando exercem a função de adjetivo, os gentílicos são chamados de adjetivos pátrios. Vejamos alguns exemplos de uso desses termos:

  • Vladimir Putin é o presidente russo.
  • A seleção brasileira ganhou o jogo ontem.
  • Os cidadãos soteropolitanos são muito alegres.

Continue reading

© 2022 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑