Afinal, a forma correta é xeque, xeique ou sheik? As três formas estão corretas, mas uma delas é considerada um estrangeirismo. Neste artigo, vamos fazer uma análise completo desse tema. Vamos lá!

Origem e significado

A palavra tem de origem árabe (xāyẖ) e quer dizer “chefe”, “soberano”, “ancião”, “líder” ou “governador”. Na língua portuguesa, há duas formas integradas ao nosso vocabulário: xeque e xeique.

Morfologicamente, o termo é classificado como substantivo masculino. Vejamos alguns exemplos de uso:

  • Os xeques arábes se reuniram para debater o futuro do país.
  • O xeique ganhou destaque internacional ao liderar seu país na guerra contra os inimigos internacionais.

Vale destacar que grafia sheik, de origem inglesa, também é utilizada no Brasil. A palavra está registrada no Vocabulário Oficial da Língua Portuguesa (Volp), mas é considerada um estrangeirismo.

Formas gráficas variantes

Formas gráficas variantes ou formas variantes é o fenômeno que descreve as palavras que possuem mais de uma grafia correta, sem que haja alteração de significado.

Isso ocorre em decorrência do processo de formação da língua e do contexto social. Apesar de haver sempre uma grafia mais recorrente, todas as formas estão certas e de acordo com a ortografia do idioma.

É exatamente isso que ocorre com o trio xeque, xeique e sheik:

  • O xeque possui um aras repleto de cavalos árabes.
  • O xeique possui um aras repleto de cavalos árabes.
  • O sheik possui um aras repleto de cavalos árabes.

Emir, xeque, califa, sultão – qual a diferença?

Apesar de serem utilizados como sinônimos, os termos emir, xeque, califa e sultão possuem significados e usos distintos. Confira abaixo a definição de cada um:

  • Emir: no Oriente Médio mulçumano, o termo é utilizado para indicar um comandante militar, governador de uma província ou um alto oficial militar.
  • Xeque: é um termo mais utilizado para indicar chefes religiosos, chefes de entidades de ensino e chefes de tribos, de aldeias ou de bairros separados de cidades.
  • Califa: trata-se de uma denominação usada para indicar um governante de uma comunidade mulçumana.
  • Sultão: originalmente, de acordo com o Alcorão, a palavra indicava uma autoridade moral ou espiritual. O termo, no entanto, passou a representar poder político ou governamental e, a partir do século 11, foi usado como título por soberanos muçulmanos.