Uma das premissas para obter uma boa nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é estudar os conteúdos de Literatura que mais caem na prova. Isso porque essa disciplina é uma das que compõem a avaliação de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias

As questões de Literatura abordam, normalmente, as escolas literárias, bem como suas principais obras e autores. No entanto, você não precisa estudar tudo o que diz respeito ao assunto em detalhes. Até porque, como sabemos, a prova do Enem é extensa e há muitas outras áreas e temas abordados. 

Para lhe ajudar, neste artigo, você terá acesso aos conteúdos de Literatura que mais caem no Enem. Dessa forma, poderá planejar os seus estudos, apostando nas temáticas que mais aparecem na avaliação. Acompanhe!

Literatura no Enem: guia dos temas mais cobrados

Quais são os conteúdos de Literatura que mais caem no Enem?

Os conteúdos de Literatura que mais caem no Enem são os relacionados às escolas literárias. Eles vão desde a interpretação de textos literários, até o reconhecimento de estilos da época.

Entretanto, é fundamental que você também estude estrutura textual, gêneros literários e figuras de linguagem, assuntos muito presentes na prova.

A seguir, falaremos sobre cada um deles, detalhadamente. Confira!

Escolas literárias

Como dito anteriormente, as escolas literárias fazem parte dos conteúdos de Literatura que mais caem no Enem. Dentre elas, podemos destacar:

É fundamental que você saiba os principais pontos de cada uma dessas escolas e conheça as suas particularidades. Isso porque as questões costumam pedir para que você identifique a qual escola determinado texto ou obra pertence. 

Exemplo de questão sobre escolas literárias

Para entender melhor como as escolas literárias são cobradas no Enem, vejamos uma questão do Enem de 2016 sobre esse tema:

Estas palavras ecoavam docemente pelos atentos ouvidos de Guaraciaba, e lhe ressoavam n’alma como um hino celestial. Ela sentia-se ao mesmo tempo enternecida e ufana por ouvir aquele altivo e indómito guerreiro pronunciar a seus pés palavras do mais submisso e mavioso amor, e respondeu-lhe cheia de emoção: — Itajiba, tuas falas são mais doces para minha alma que os favos da jataí, ou o suco delicioso do abacaxi. Elas fazem-me palpitar o coração como a flor que estremece ao bafejo perfumado das brisas da manhã. Tu me amas, bem o sei, e o amor que te consagro também não é para ti nenhum segredo, embora meus lábios não o tenham revelado. A flor, mesmo nas trevas, se trai pelo seu perfume; a fonte do deserto, escondida entre os rochedos, se revela por seu murmúrio ao caminhante sequioso. Desde os primeiros momentos tu viste meu coração abrir-se para ti, como a flor do manacá aos primeiros raios do sol.

GUIMARÃES, B. O ermitão de Muquém. Disponível em: www.dominiopublico.gov.br. Acesso em: 7 out. 2015.

O texto de Bernardo Guimarães é representativo da estética romântica. Entre as marcas textuais que evidenciam a filiação a esse movimento literário está em destaque a

a) referência a elementos da natureza local.

b) exaltação de Itajiba como nobre guerreiro.

c) cumplicidade entre o narrador e a paisagem.

d) representação idealizada do cenário descrito.

e) expressão da desilusão amorosa de Guaraciaba.

Resposta: Letra A. Uma das princiapais característica do movimento literário chamado Romantismo é a exaltação do nacionalismo, da natureza e da pátria, como vemos no texto desta questão.

Interpretação de textos literários

Outro assunto que faz parte dos conteúdos de Literatura que mais caem no Enem é a interpretação de textos literários. A maioria das questões dessa área são desenvolvidas com o intuito de avaliar qual o seu nível de compreensão desse tipo de texto. 

É válido dizer que um conteúdo está interligado ao outro, ou seja, mesmo conhecendo todas as escolas literárias, é preciso também saber interpretar as obras de cada movimento. Normalmente, as questões trazem trechos de narrativas e poemas dos mais diversos períodos e você deve compreendê-los para identificar a qual escola pertencem.

Exemplo de questão sobre interpretação de textos literários

Para entender melhor como esse tema é cobrado nas provas do Enem, vejamos um exemplo de questão:

Sou um homem comum

brasileiro, maior, casado, reservista,

e não vejo na vida, amigo

nenhum sentido, senão

lutarmos juntos por um mundo melhor.

Poeta fui de rápido destino

Mas a poesia é rara e não comove

nem move o pau de arara.

Quero, por isso, falar com você

de homem para homem,

apoiar-me em você

oferecer-lhe meu braço

que o tempo é pouco

e o latifúndio está aí matando

[…]

Homem comum, igual

a você,

[…]

Mas somos muitos milhões de homens

comuns

e podemos formar uma muralha

com nossos corpos de sonhos e margaridas.

FERREIRA GULLAR. Dentro da noite veloz. Rio de Janeiro: José Olympio, 2013 (fragmento).

No poema, ocorre uma aproximação entre a realidade social e o fazer poético, frequente no Modernismo. Nessa aproximação, o eu lírico atribui à poesia um caráter de

a) agregação construtiva e poder de intervenção na ordem instituída.

b) força emotiva e capacidade de preservação da memória social.

c) denúncia retórica e habilidade para sedimentar sonhos e utopias.

d) ampliação do universo cultural e intervenção nos valores humanos.

e) identificação com o discurso masculino e questionamento dos temas líricos.

Resposta: Letra A. Note que, para resolver essa questão, você não precisa necessariamente saber as características do movimento modernista, pois estamos diante de uma questão de interpretação de texto. Perceba que o poema fala sempre sobre a importância do trabalho em conjunto e do poder que ele tem para transformar a realidade (“Mas somos muitos milhões de homens comuns e podemos formar uma muralha com nossos corpos de sonhos e margaridas.”)

Estrutura textual

A estrutura textual também é um dos conteúdos de Literatura que mais caem no Enem. Muitas questões envolvem a estrutura do texto, especialmente de poemas. Em razão disso, você deve estudar os elementos fundamentais desse tipo de texto, isto é: verso, estrofe e rima.

Inclusive, precisa entender sobre rima e métrica e saber distinguir um poema marginal do visual, por exemplo. 

Exemplo de questão sobre estrutura textual

Para ver na prática com a estrutura textual é cobrada no Enem, vejamos uma questão de 2009:

(Enem 2009)

Cárcere das almas

Ah! Toda a alma num cárcere anda presa,
Soluçando nas trevas, entre as grades
Do calabouço olhando imensidades,
Mares, estrelas, tardes, natureza.

Tudo se veste de uma igual grandeza
Quando a alma entre grilhões as liberdades
Sonha e, sonhando, as imortalidades
Rasga no etéreo o Espaço da Pureza.

Ó almas presas, mudas e fechadas
Nas prisões colossais e abandonadas,
Da Dor no calabouço, atroz, funéreo!

Nesses silêncios solitários, graves,
que chaveiro do Céu possui as chaves
para abrir-vos as portas do Mistério?!

CRUZ E SOUSA, J. Poesia completa. Florianópolis: Fundação Catarinense de Cultura / Fundação Banco do Brasil, 1993.

Os elementos formais e temáticos relacionados ao contexto cultural do Simbolismo encontrados no poema “Cárcere das almas”, de Cruz e Sousa, são:

a) a opção pela abordagem, em linguagem simples e direta, de temas filosóficos.

b) a prevalência do lirismo amoroso e intimista em relação à temática nacionalista.

c) o refinamento estético da forma poética e o tratamento metafísico de temas universais.

d) a evidente preocupação do eu lírico com a realidade social expressa em imagens poéticas inovadoras.

e) a liberdade formal da estrutura poética que dispensa a rima e a métrica tradicionais em favor de temas do cotidiano.

Resposta: Letra C. Saber as características do movimento Simbolista contribuiria para resolver essa questão. Contudo, é possível encontrar a alternativa correta fazendo uma análise da estrutura textual. Note que estamos diante de uma soneto (composta por quatro estrofes, sendo duas com quatro versos e duas com três). Além disso, todos os versos são decassílabos. Isso demonstra, como diz a alternativa C, um refinamento estético por parte do autor.

Gêneros literários

Compreender as características e semelhanças dos textos é muito importante para saber identificar os gêneros literários. Inclusive, o gênero dramático costuma ser um dos que mais aparecem nas avaliações de Literatura do Enem.

Entretanto, também pode haver questões sobre os gêneros épico, narrativo e lírico e ainda um gênero subdividido.

Exemplo de questão sobre gêneros literários

Para exemplificar como esse tema é cobrado, vejamos uma questão do Enem de 2021:

O laço de fita

Não sabes, criança? ‘Stou louco de amores…

Prendi meus afetos, formosa Pepita.

Mas onde? No templo, no espaço, nas névoas?!

Não rias, prendi-me

Num laço de fita.

Na selva sombria de tuas madeixas,

Nos negros cabelos de moça bonita,

Fingindo a serpente qu’enlaça a folhagem,

Formoso enroscava-se

O laço de fita.

[…]

Pois bem! Quando um dia na sombra do vale

Abrirem-me a cova… formosa Pepita!

Ao menos arranca meus louros da fronte,

E dá-me por c’roa…

Teu laço de fita.

ALVES, C. Espumas flutuantes. Disponível em: www.dominiopublico.gov.br. Acesso em: 8 ago. 2015 (fragmento).

Exemplo da lírica de temática amorosa de Castro Alves, o poema constrói imagens caras ao Romantismo. Nesse fragmento, o lirismo romântico se expressa na

a) representação infantilizada da figura feminina.

b) criatividade inspirada em elementos da natureza.

c) opção pela morte como solução para as frustrações.

d) ansiedade com as atitudes de indiferença da mulher.

e) fixação por signos de fusão simbólica com o ser amado.

Resposta: Letra E. O gênero lírico tem como uma das principais características o uso de linguagem subjetiva, que exterioriza o mundo interior do eu lírico. Isso é feito geralmente com uso da linguagem poética, lançando mão de símbolos e signos para expressar um determinado sentimento.

Veja, por exemplo, como o autor mecla elementos da vida selvagem ao movimento do laço de fita para mostrar a força do sentimento que o prendia à menina: “Na selva sombria de tuas madeixas/ Nos negros cabelos de moça bonita/Fingindo a serpente qu’enlaça a folhagem/Formoso enroscava-se/O laço de fita.”

Figuras de linguagem

Por fim, as figuras de linguagem são, sem dúvida alguma, um dos conteúdos de Literatura que mais caem no Enem. As questões, geralmente, pedem que se identifique as figuras de linguagem contidas em um texto literário ou parte dele. 

Embora possa cair uma ou mais de uma, as principais são:

  • metáfora;
  • antítese;
  • comparação;
  • paradoxo;
  • sinestesia. 

Exemplo de questão sobre figuras de linguagem

Para compreender a forma como o tema das figuras de linguagem é cobrado nas provas deliterautra do Enem, vejamos uma questão de 2022:

Urgência emocional

Se tudo é para ontem, se a vida engata uma primeira e sai em disparada, se não há mais tempo para paradas estratégicas, caímos fatalmente no vício de querer que os amores sejam igualmente resolvidos num átimo de segundo. Temos pressa para ouvir “eu te amo”. Não vemos a hora de que fiquem estabelecidas as regras de convívio:  somos namorados, ficantes, casados, amantes? Urgência emocional. Uma cilada. Associamos diversas palavras ao AMOR: paixão, romance, sexo, adrenalina, palpitação. Esquecemos, no entanto, da palavra que viabiliza esse sentimento: “paciência”. Amor sem paciência não vinga. Amor não pode ser mastigado e engolido com emergência, com fome desesperada. É uma refeição que pode durar uma vida.
MEDEIROS, M Disponível em: http://porumavidasimples.blogspot.com.br. Acesso em: 20 Ago. 2017 (Adaptado)

Nesse texto de opinião, as marcas linguísticas revelam uma situação distensa e de pouca formalidade, o que se evidencia pelo(a)

a) impessoalização ao longo do texto, como em: “se não há mais tempo”.

b) construção de uma atmosfera de urgência, em palavras como “pressa”

c) repetição de uma determinada estrutura sintática, como em: “Se tudo é para ontem”.

d) ênfase no emprego da hipérbole, como em: “uma refeição que pode durar uma vida”. 

e) emprego de metáforas, como em: “a vida engata uma primeira e sai em disparada”.

Resposta: Letra E. Para resolver a questão, é preciso entender que a metáfora é uma é uma figura de linguagem que ocorre quando um termo adquire outro significado em decorrência de uma comparação implícita.

Isso ocorre em vários momentos do texto, além do citado na alternativa: “Amor não pode ser mastigado e engolido com emergência, com fome desesperada.”, “É uma refeição que pode durar uma vida.”.

No texto em questão, o uso das metáforas traz um tom de informalidade, que aproxima o autor ao leitor, tornando a relação mais distendida ou relaxada.

Quais são os autores nacionais da Literatura que mais caem no Enem?

Além de saber sobre os conteúdos de Literatura que mais caem no Enem, é importante ter atenção aos autores nacionais mais citados. São eles:

  • Álvares de Azevedo;
  • Carlos Drummond de Andrade;
  • Ferreira Gullar;
  • Guimarães Rosa;
  • José de Alencar;
  • Luís Fernando Veríssimo;
  • Machado de Assis;
  • Manuel Bandeira;
  • Mário de Andrade;
  • Oswald de Andrade;
  • Rubem Braga;
  • Vinícius de Moraes.

Vale dizer que você não precisa ler todos os livros de cada um deles. Contudo, é fundamental saber quais são suas obras e escolas literárias. 

Quais livros de Literatura mais caem no Enem?

Embora o Enem não tenha uma lista oficial de livros que devam ser estudados para a prova de Literatura, com base nas avaliações anteriores, podemos citar:

As questões sobre os livros envolvem fragmentos das obras e, normalmente, tem a finalidade de avaliar a interpretação de textos. Por essa razão, mesmo que não consiga ler todos eles, acesse os resumos e resenhas para conhecer a história de cada um. 

Entretanto, se deseja apreciar os clássicos acima em sua totalidade, temos uma boa notícia: No Portal “Domínio Público” você encontra a maioria para ler gratuitamente.

Agora que você já sabe quais são os conteúdos de Literatura que mais caem no Enem, é a hora de planejar os seus estudos e garantir uma boa nota! Boa sorte!

Literatura na Matriz de Competências do Enem

Para finalizar este artigo, é importante dizer que as questões de Literatura no Enem, em geral, estão relacionadas com a Competência 5 da Matriz de Referência do Exame.

Por isso, é fundamental conhecer essa competência e as habilidades relacionadas a ela. Isso vai facilitar, e muito, a sua vida na hora de analisar as alternativas.

Competência 5 Analisar, interpretar e aplicar recursos expressivos das linguagens, relacionando textos com seus contextos, mediante a natureza, função, organização, estrutura das manifestações, de acordo com as condições de produção e recepção.
HabilidadesEstabelecer relações entre o texto literário e o momento de sua produção, situando
aspectos do contexto histórico, social e político.
Relacionar informações sobre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário.
Reconhecer a presença de valores sociais e humanos atualizáveis e permanentes no patrimônio literário nacional.

*

Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.