A forma correta é “bife a cavalo“, sem ocorrência de crase. Neste artigo, vamos explicar por que não devemos utilizar o acento grave nessa expressão. Confira!

Quando usar crase?

Antes de avançarmos, vamos relembrar o conceito de crase. Ela ocorre quando há o encontro de vogais iguais => a + a = à. Acontece, em geral, em três casos:

  1. a) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”;
  2. b) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”;
  3. c) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”.

Quando isso ocorre, devemos usar o acento grave em cima da letra “a”.

Crase com palavras masculinas

Em regra, não ocorre crase antes de palavras masculinas, a menos que as expressões “à moda” ou “à maneira” estejam subentendidas.

ex: Neymar fez um gol à Romário (à maneira de Romário).

Não é isso que ocorre na expressão “bife a cavalo“. Nesse caso, não se quer dizer que o bife é preparado da maneira como um cavalo o faria. Por isso, não estão implícitas as locuções “à maneira de” ou “à moda de”. Logo, não devemos utilizar o acento grave.

Destaca-se ainda que o mesmo entendimento é válido para a expressão “frango a passarinho”. Nessa situação, também não ocorre a crase.

O que é bife a cavalo?

Bife a cavalo é um prato que consiste em um bife com um ovo estrelado por cima. Trata-se de uma comida típica da culinária portuguesa e brasileira. Em geral, ele vem acompanhado de batata frita, arroz e salada.

A iguaria tem origem europeia, crê-se da Inglaterra. Na França ficou conhecido como bifteck à cheval ou œuf à cheval (ovo a cavalo), consistindo em bife de carne grelhado, sendo colocados por cima ovos fritos. O nome provavelmente surgiu pela aparência do prato lembrar as selas de montaria.

*

Gostou deste post? Aprofunde ainda mais seus conhecimentos com nosso guia completo da crase.

*

Para você aprofundar seus conhecimentos sobre a crase, preparamos aqui um guia completo: